Fertilidade, Reprodução Humana, Ginecologia, Obstetrícia

Subscribe to Fertilidade, Reprodução Humana, Ginecologia, Obstetrícia feed Fertilidade, Reprodução Humana, Ginecologia, Obstetrícia
Clínica de Fertilidade e Reprodução Humana
Updated: 2 hours 50 min ago

Congelando sêmen, óvulos ou embriões antes do tratamento de câncer

Wed, 10/07/2020 - 21:01

Sêmen, óvulos ou embriões podem ser congelados e armazenados para possível utilização no futuro. Isso é conhecido como criopreservação. Criopreservação de espermatozoides, óvulos ou embriões pode ser uma opção possível para as pessoas que foram diagnosticadas com câncer, se o tratamento do câncer é provável de causar infertilidade.

Se você for diagnosticado com câncer, você deve ter a oportunidade de discutir o seu diagnóstico e o efeito do tratamento do câncer sobre a sua fertilidade, tanto com a sua equipe do câncer quanto com um especialista em fertilidade.

A decisão de congelar alguns espermatozoides, óvulos ou embriões depende de várias coisas, incluindo o tipo de câncer que você tem, seu plano de tratamento e quão rápido seu tratamento precisa começar. Sua equipe de saúde também deve levar em conta se o tratamento futuro da fertilidade tem boa probabilidade de ser bem-sucedido, e se a amostra armazenada ainda será utilizável quando você precisar dela. Você deve ser capaz de ter sua amostra congelada e armazenada por pelo menos 10 anos.

Os critérios para ter tratamentos de fertilidade que foram descritos ao longo deste outros artigos não se aplicam a pessoas que foram diagnosticadas com câncer e desejam usar criopreservação para preservar sua fertilidade. No entanto, se você precisar usar sua amostra congelada no futuro, estes critérios poderão ser aplicados.

Sêmen

Se você é um homem ou adolescente, você deve ser capaz de produzir uma amostra de sêmen congelado antes do seu tratamento de câncer começar. O armazenamento do seu espermatozoide deve continuar por mais de 10 anos se você ainda estiver em risco de problemas de fertilidade após este período.

Óvulos e embriões

Mulheres (e meninas adolescentes, se apropriado) que estão bem o suficiente para fazer estimulação ovariana e coleta de ovos devem ser indicadas para armazenamento de óvulos ou embriões, dependendo do que for mais adequado, antes do início do tratamento.

Você e sua equipe de saúde devem discutir se há tempo suficiente para fazer esse procedimento antes de iniciar o tratamento para o câncer (o processo de coleta de óvulos pode levar várias semanas), levando em consideração se ele pode piorar sua condição ou sua expectativa.

O post Congelando sêmen, óvulos ou embriões antes do tratamento de câncer apareceu primeiro em Fertilidade.org.

Categories: Medicina

Perguntas para serem feitas

Tue, 10/06/2020 - 19:07

Estas perguntas podem ajudá-la a discutir sua condição ou os tratamentos que foram oferecidos junto com seu médico especializado em reprodução humana. Abaixo algumas idéias de perguntas que podem surgir para serem feitas no momento da consulta inicial. A maior parte das perguntas já foram respondidas aqui no site, e algumas delas são bem personalizadas e só podem ser respondidas em consulta, mas é sempre bom ouvir o especialista.

Problemas de Fertilidade

Exames de Fertilidade

Tratamentos

Geral

  • Pode me dizer por que você decidiu me oferecer esse tipo específico de tratamento?
  • Quais são os prós e contras deste tratamento?
  • O que isso irá envolver?
  • Existe algum risco associado a este tratamento?
  • Quais são minhas opções para fazer tratamentos diferentes daqueles que me ofereceram?
  • Há mais algumas outras informações (como um folheto, DVD ou um site que eu possa acessar) sobre o tratamento que eu posso fazer?

Tratando as causas de problemas de fertilidade

  • Eu sou incapaz de ejacular: pode explicar as opções de tratamento disponíveis para me ajudar?
  • Eu tenho um distúrbio de ovulação: você pode explicar que tipo de tratamento de indução de ovulação seria mais adequado para mim?
  • Quais são minhas chances de ter uma gravidez múltipla com este tratamento?
  • Você pode explicar mais sobre a perfuração ovariana laparoscópica e se isso pode me ajudar?
  • Se eu tenho endometriose posso ainda engravidar naturalmente? Quais são as opções de tratamento para me ajudar?
  • Existe algum tratamento para infertilidade inexplicável que podemos tentar?

Inseminação intra-uterina

  • Se a contagem de espermatozoides do homem é baixa a IIU nos ajudaria a engravidar?
  • Você pode explicar mais sobre os procedimentos envolvidos na utilização de espermatozoides de um doador para IIU?

Tratamento de FIV

Congelamento de sêmen, óvulos e embriões

O post Perguntas para serem feitas apareceu primeiro em Fertilidade.org.

Categories: Medicina

Anatomia da Reprodução Humana

Mon, 10/05/2020 - 21:31

Os diversos órgãos do corpo humano que atuam na concepção e na gestação. Cada um desses órgãos podem estar relacionados a alguma causa de infertilidade e terá um tratamento específico na reprodução humana.

Na Mulher:

No Homem:

O post Anatomia da Reprodução Humana apareceu primeiro em Fertilidade.org.

Categories: Medicina

A vagina

Mon, 10/05/2020 - 20:47

A vagina (do latim vagĭna, lit. “bainha”) é um canal do órgão sexual feminino dos seres humanos, parte importante do aparelho reprodutor feminino, que se estende do colo do útero à vulva. A cada lado da abertura externa da vagina humana há duas glândulas pequenas, chamadas Glândulas de Bartholin, secretoras de um muco lubrificante na copulação.

A parte de fora da vulva é denominada vestíbulo vaginal. Lá existem dois orifícios: orifício urinário (uretra) e o orifício genital (vagina).

A função reprodutiva da vagina consiste em receber o pênis no coito e dar saída ao feto no momento do parto, além de expulsar o conteúdo menstrual. A vagina é inicialmente protegida somente pelo hímen, uma membrana fina com algumas perfurações que permitem a saída do sangramento menstrual. Sendo o hímen normalmente rompido na primeira relação sexual, causando um pequeno sangramento.

Relação da vagina com a infertilidade

Secreção vaginal alterada está entre os sintomas de doenças sexuais e de inflamações perigosas, que podem estar associadas à causas de infertilidade.

Em casos onde a secreção é resultado de alguma doença sexualmente transmissível (DST), a doença mais comum é a tricomoniase, que provoca um cheiro muito forte e um corrimento de cor meio amarelada e meio verde, sendo causada por um protozoário. O tratamento é feito à base de antibióticos orais, para o casal. Mas o perigo maior está no fato da mulher contrair clamídia, que causa infertilidade: doença que quase não apresenta sintomas, mas pode provocar grave infecção uterina, chamada de cervicite, que atinge as trompas e causa obstrução tubária.

Uma consequência da candidíase é a alteração do pH vaginal, sendo que isso ocasionalmente pode ocasional um ambiente hostil para os espermatozoides. Além disso, durante o tratamento com uso de antifúngicos e cremes vaginais, os espermatozoides terão ainda mais dificuldades de movimentação para chegar ao óvulo. Após o tratamento da candidíase, qualquer dificuldade que poderia estar dificultando a gravidez terá desaparecido.

O vaginismo é uma outra condição que dificulta a concepção:  os músculos vaginais de uma mulher se contraem involuntariamente, sempre que qualquer abordagem é feita em sua vagina. Este espasmo é muitas vezes tão doloroso que a relação sexual é impossível, e essa condição às vezes dura por anos. É uma dificuldade sexual mais comum do que se imagina e pode afetar as relações afetivas de suas portadoras. De todas as disfunções sexuais é, em alguns casos, uma das mais fáceis de se resolver pois o tratamento é através de técnicas físicas que a própria paciente pode fazer com a orientação médica adequada.

 

veja também: como o espermatozóide chega ao óvulo


Assine o melhor canal de saúde no Youtube

O post A vagina apareceu primeiro em Fertilidade.org.

Categories: Medicina

Problemas de Fertilidade

Mon, 10/05/2020 - 19:51

Cerca de 1 em cada 7 casais heterossexuais no Reino Unido procuram aconselhamento em algum momento de suas vidas por terem dificuldades em engravidar *, o que não é muito diferente do Brasil. O tempo que leva para conceber naturalmente varia e a idade pode ser um fator importante: ambas as fertilidades, das mulheres e (em menor grau) dos homens gradualmente declinam conforme eles envelhecem.

Uma mulher pode ter problemas de fertilidade pelo fato de seus ovários não produzirem óvulos regularmente, ou porque suas trompas de Falópio estão danificadas ou bloqueadas e o espermatozoide não consegue chegar até os óvulos. Nos homens, um problema de fertilidade geralmente ocorre devido ao baixo número ou a má qualidade do espermatozoide. Para até um quarto das pessoas, nenhuma razão pode ser encontrada para os seus problemas de fertilidade. Isso é chamado de infertilidade inexplicável (sem causa aparente).

 

*NHS

O post Problemas de Fertilidade apareceu primeiro em Fertilidade.org.

Categories: Medicina

Indicações para tratamento da infertilidade

Fri, 10/02/2020 - 20:20


Assine o melhor canal de saúde no Youtube


[Transcrição]

Eu sou Juliana Amato, eu sou especialista em ginecologista obstetrícia e reprodução assistida. Hoje nós vamos falar sobre infertilidade, as orientações para quais pessoas devem procurar o tratamento ou o especialista. Quem deve procurar o tratamento são os casais que estão há 1 ano em tentativa de engravidar, as mulheres com mais de 35 anos que não tem o desejo de engravidar por agora ou que estão tentando engravidar a partir de agora, e os pacientes que tem algum tipo de doença como o câncer que deverá ser feito a preservação da fertilidade. Os casais que estão há um 1 ano sem engravidar, deverá ser feito uma avaliação do casal para saber qual que é a causa mais provável de infertilidade, se é masculina ou se é feminina. A causa mais comum de infertilidade das causas femininas são as anovulatórias a falta de ovulação e nas causas masculinas é as azoospermia ou alguma alteração do espermograma. Pacientes acima de 35 anos, sabe-se que com 35 anos a nossa fertilidade ela dá uma decaída, porque a mulher ela nasce com número de óvulos que ela vai gastar ao longo de sua vida, quando ela menstrua a primeira vez ela começa a gastar esses óvulos, a depletar esses óvulos e com 35 anos se vê que essa queda de óvulos se acentua cada vez mais então, ela tem uma quantidade diminuída e se ela quiser ter um filho ou mais, ela tem que pensar numa primeira gravidez antes dos 35 anos. E as pacientes que estão em tratamento de câncer tanto de ovário quanto câncer de mama tem que ser orientadas a preservação da fertilidade, elas vão ter que fazer uma quimioterapia então, elas precisam preservar os seus óvulos, ou seja, congelar

O post Indicações para tratamento da infertilidade apareceu primeiro em Fertilidade.org.

Categories: Medicina

Fundamentos sobre a Fertilidade – Reprodução Humana

Thu, 10/01/2020 - 18:24

A reprodução natural humana é um processo tão complexo e espetacular que parece miraculoso que a gravidez ocorra tão frequentemente como ocorre. As três principais fases da reprodução humana, como explicitadas abaixo, são: Ovulação, Fertilização e Implantação. 

 

 

O DNA é uma molécula comprida e espiralada, que se localiza no núcleo celular, nele está “escrita” toda a informação necessária para que a célula execute bem sua função, assim como um programa de computador. Se a célula é o computador, o DNA é o disco rígido de informações que dará a instrução para que ela funcione como um computador conectado numa rede muito maior; se a célula é do músculo, a instrução é para que ela funcione como uma célula muscular.
A molécula de DNA se assemelha a uma escada espiralada: há um corrimão de cada lado e degraus ligando esses corrimãos. Os degraus são a parte variável do DNA, representados pelas letras A, T, G e C – que são os compostos orgânicos adenina, timina, citosina e guanina, respectivamente. Estas substâncias estão em uma sequência que somente a célula consegue ler e cada uma recebe o nome de gene. Para que a leitura seja feita corretamente, a célula envia uma cópia do gene para fora do núcleo sob a forma de RNA.
No citoplasma existem elementos (os ribossomos) capazes de fazer a leitura do RNA e quando isto acontece dizemos que o gene está se expressando, pois o gene expressa sua informação por meio do RNA. Vários genes podem ser lidos ao mesmo tempo. A partir do conjunto de informações que essa leitura fornece, formam-se várias características, como cor do cabelo, forma do rosto, tamanho do corpo, cor dos olhos, propensão à certas doenças e muito mais. Estas características recebem o nome de fenótipo.
Por causa do seu grande comprimento, o DNA precisa se enrolar até ficar bem “apertado” para caber na célula, formando uma estrutura chamada cromossomo. Cada espécie de ser vivo possui um número de cromossomos, e o ser humano possui 46. Metade dos cromossomos, 23, vem da mãe e a outra metade é fornecida pelo pai. E é aí que entra a maravilha da reprodução humana: a mistura de dois seres formando um terceiro diferente.
Nos órgãos reprodutivos femininos (ovários) e masculinos (testículo) existem células especializadas em gerar gametas (células que possuem 23 cromossomos, ou seja, apenas metade dos 46) chamadas de óvulo e espermatozóide. A meiose é o processo pelo qual uma célula com 46 cromossomos produz outras com 23 cromossomos.
Quando óvulo e espermatozóide se unem dentro do útero forma-se o zigoto (com 46 cromossomos), que é a nossa primeira célula. O ser humano unicelular. Assim que gerado, o zigoto começa a se multiplicar, produzindo outras células idênticas. Para que uma célula produza duas, ela deve, em primeiro lugar, duplicar todas as estruturas existentes em seu interior, inclusive o DNA. Replicação é o nome do processo no qual o DNA se autoduplica, e, com a mitose ocorre a duplicação da célula inteira.
Depois de todo esse processo as células começam a formar diferentes tipos de órgãos: pele, nervos, músculo, ossos, intestino, rim, etc. Quando o organismo está completo, após se desenvolver e crescer de tamanho, chega o momento do nascimento.
 

Fonte: Amato, JLS. Em Busca Da Fertilidade. 2014

O post Fundamentos sobre a Fertilidade – Reprodução Humana apareceu primeiro em Fertilidade.org.

Categories: Medicina

Pages